Os hábitos que sabotam sua saúde financeira

Muitos passam despercebidos no dia a dia

É comum ver pessoas que não têm uma boa relação com o dinheiro e acabam gastando mais do que ganham. Se você se identifica com essa definição, significa que você não tem uma vida financeira saudável, isso porque alguns hábitos simples sabotam essa área da sua vida.

Mas o que é saúde financeira? É ter hábitos saudáveis em relação ao dinheiro onde seja possível planejar as finanças a fim de realizar sonhos e alcançar objetivos. Em geral, os brasileiros não estão muito dentro dessa realidade, segundo um levantamento da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o percentual de famílias endividadas atingiu 63,4% em maio de 2019, maior valor desde setembro de 2015.

Se você quer mudar essa realidade, confira alguns hábitos que podem te atrapalhar na hora de atingir uma saúde financeira:

  • Falta de planejamento: talvez esse seja o ponto crucial que define a falta de saúde financeira. Tudo começa com um bom planejamento. É preciso definir se a quantidade que você gasta está de acordo com o que você ganha. Para isso, planilhas e anotações podem ajudar a controlar os gastos.
  • Abusar do cartão de crédito: pode parecer muito mais fácil comprar e não ter a obrigação de pagar na hora, contudo, esse pensamento pode gerar um problema no final do mês. O cartão de crédito possibilita compras por impulso e se você não conseguir pagar quando a fatura fechar, os juros são altíssimos. Aquela comprinha inocente que você fez no final pode custar muito mais caro. A dica é guardar o cartão de crédito e utilizá-lo só em casos de emergência, as compras à vista podem ser muito mais benéficas para sua saúde financeira.
  • Trocar de celular todo ano: pode parecer um hábito bobo, contudo, faz toda a diferença no seu bolso. É tentador ter novas tecnologias disponíveis anualmente e é por isso mesmo que os celulares desvalorizam muito rápido. Quando se passa um ano e você quer trocar novamente, o antigo já não vale mais nada e, em contrapartida, pode estar em perfeitas condições de uso para você. Essa troca pode significar um gasto desnecessário.
  • Ser muito otimista: tenho que ser pessimista? Não! O otimista tem a tendência de deixar as coisas acontecerem, sem qualquer planejamento. É preciso haver equilíbrio, contar que as coisas darão certo, mas ao mesmo tempo estar preparado para imprevistos e ter um dinheiro reserva para estas situações. 
  • Não investir: você pode até pagar as contas em dia, ter controle dos gastos, mas para ter uma vida financeira saudável de fato é necessário fazer bons investimentos. E não adianta deixar o dinheiro apenas na poupança, pois lá tem baixa rentabilidade. Estude, procure saber e faça investimentos de acordo com a sua realidade, assim, terá um retorno que pode te ajudar a realizar sonhos. 
  • Estar endividado: quando se está endividado é como se a vida financeira estivesse doente, isso porque as dívidas atrapalham todo o andamento do restante do dinheiro. Por isso, livrar-se delas deve ser prioridade, depois das contas básicas, dentro do seu orçamento.

Você tem alguns destes hábitos? Pode evitá-los e cuidar melhor da sua saúde financeira. Com planejamento e estudo é possível ter uma boa relação com o dinheiro, e consequentemente, levar uma vida muito mais tranquila sem se preocupar com dívidas. Uma vida financeira saudável te deixa preparado para imprevistos e pode melhorar as outras áreas da sua vida.

Tags: finanças planejamentofinanceiro saudefinanceira

Veja mais